quarta-feira, julho 11, 2007

Begonia paulensis

Outra das minhas begónias preferidas. Esta é grandona, mas tem lugar cativo cá em casa eheh
Espécie brasileira, foi encontrada pela primeira vez perto de São Paulo - daí o nome -, e descrita em 1859. As folhas podem ultrapassar os 25 cm, e quando jovens têm uma coloração vermelha muito bonita, que passa a verde escuro quando crescem. As flores também estão cobertas de pêlos vermelhos no exterior - são até mais bonitas em botão que abertas!

Tenho-a num sítio com boa luz indirecta. As regas são generosas, mas deixo-a secar superficialmente entre regas e reduzo-as no inverno. A humidade mínima não baixa dos 60%, sempre com boa ventilação (as begónias são bastante vulneráveis ao míldio, no inverno pulverizo-as de vez em quando com um fungicida).

Não é propriamente uma planta fácil, principalmente quando é pequena. Mas depois de estabelecida torna-se menos problemática - e com estas folhas espectaculares de teia de aranha vale concerteza o trabalho extra!

4 comentários:

Duarte disse...

Olá Teresa

Parabens, mais um muito bonito.
Este deve ficar bonito ao lado do Psychopsis.

Beijocas

Duarte

Greenman disse...

Muito bonita!
Estou a ficar 'encantado' por Begónias...

TC disse...

Duarte, deves estar a referir-te ao appletonianum! mas tenho outro paph quase aberto que também tem um pedúnculo do género, também não passa vergonha ao lado das Psychopsis!

Zé, depois se quiseres arranjo-te uns cortezinhos, elas pegam bem! mais umas pra alimentar o vício eheh

zeke disse...

so amazing! would you like to trade some cutting or seeds?
my collection is as blowing.
http://smg.photobucket.com/albums/v240/zekehuang/Begonias/