terça-feira, abril 29, 2008

Paphiopedilum armeniacum
























Este amarelão espectacular chegou cá a casa em botão - não resisti a comprá-lo, o outro que tenho já há algum tempo nunca mais se decide a florir! e embora tenha crescido bem se calhar nem nunca o fará, os nossos verões quentes não são muito ao gosto dele...

A espécie é originária da China e foi descrita apenas em 1982. É incrível como uma flor que não é propriamente pequena e tem uma cor tão viva passou tanto tempo despercebida! Cresce a cerca de 2.000 m de altitude, em zonas de rocha calcária.

Está como o recebi, num vaso de plástico com fibra de coco. O outro tenho-o num vaso de barro com casca de pinheiro, areão e carvão. O vaso é baixo e largo porque esta espécie, para além de fazer rebentos perto da planta-mãe, também faz estolhos, que surgem por vezes a alguma distância. É um dos que passa os invernos no parapeito da janela, com mais luz e bastante menos água do que nos meses mais quentes.

Embora a flor não seja das maiores, acho-a muito razoável de forma: é quase simétrica, as pétalas e a dorsal são bastante planas, a bolsa muito redondinha e o amarelo mesmo forte. Agora vamos ver se consigo voltar a ver-lhe as cores...










3 comentários:

Marcus V. Locatelli disse...

como sempre, belas fotos
abraços

Greenman disse...

Aaaaaaaaaaaaaaahhhhh!

Que lindo!!!

Muito muito muito uindo!

Adorei!

:-)*

Florescer disse...

É tão linda!!!!